Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Não escrever

Anti-escrita. Greve. Dizer que não. Fazer que não. Não escrever.
Não pensamentos, não ideias. Anti coisas em geral... escrita em particular.
Dizer só que não. De propósito. Porque sim. Porque não? Para não escrever... já.
Mensagens recentes

O sítio onde as coisas acabam

Há dias em que não apetece. Estar no sítio onde as coisas acabam, digo. Estar onde não há. Estar onde há não. No sítio onde há fim. Onde há nada. Há putrefacção, morte, doença, vírus, vacinas. Ausência futura de coisas. Ausência passada de pessoas. Viagens sem retorno. O sítio onde as coisas acabam, enfim, é um sítio onde não apetece estar. Onde não apetece ser.
Visto de helicóptero


(...)
De qualquer mameira, de helicóptero, o desespero é mesmo tranquilo; o desespero e a tranquilidade parecem ser, aliás, a mesma coisa, quando vistos daqui.

Gonçalo M. Tavares em Short Movies
Balanço
Com quase 9 meses de atraso, fica aqui o balanço da minha lista de 101 coisas para fazer em 1001 dias...
101 Coisas para fazer em 1001 dias (fim de prazo a 21 de Abril de 2011)
1. Ir a Barcelona (x2) 2. Visitar Oxford 3. Ter a minha casa (contigo) 4. Passar uns dias no Gerês 5. Passear com a Sofia 6. Levar a minha irmã ao Gerês 7. Levar a minha irmã a acampar 8. Andar de comboio com a minha irmã 9. Aprender uma língua nova 10. Comprar livros originais de autores de língua inglesa que gosto (3/3) 11. Ler García Marquez em castelhano 12. Escrever um conto para a Ficções 13. Concorrer a um concurso de literatura 14. Ler o resto da obra literária do García Marquez (4/10) 15. Ler o resto da obra literária do Lobo Antunes (3/17) 16. Ir ao teatro (7/20) 17. Ver concertos de música (8/10) 18. Ir à Festa da Alegria! 19. Voltar ao Avante! 20. Adoptar uma tartaruga na Costa Rica 21. Ajudar a minha irmã a escolher um curso na universidade 22. Fazer um tapete para a minha casa 23. Aprender a cozinhar um prato difíc…